O Dia Mundial das Bibliotecas celebra-se a 1 de julho

Um dia marcado para enaltecer a importância da leitura na educação e formação das pessoas.

O Manifesto da UNESCO, organização responsável pela implementação deste dia, sobre Bibliotecas Públicas refere-se à biblioteca pública como uma porta de acesso local ao conhecimento. Um lugar crucial para o desenvolvimento cultural do indivíduo e de todos os grupos sociais.

A multidados.com quis saber se os portugueses vão mesmo às bibliotecas, qual o motivo e com que frequência.

O principal motivo para a maioria dos inquiridos visitar uma biblioteca é a requisição de livros, 39,6%. Os restantes motivos apontados são a participação em exposições (28,2%), estudo (24,8%), a presença da biblioteca móvel (4,0%), entre outros (3,4%).

No que diz respeito ao número de vezes que a amostra se desloca a bibliotecas, os resultados são pouco animadores. 22,2% não vista sequer bibliotecas, ao passo que quase metade da população visita as bibliotecas uma vez ou menos/ano (45,2%). É um número muito reduzido aquele que frequenta a biblioteca pelos menos uma vez por semana, 7,4%, e aqueles que a visitam pelo menos uma vez por mês são apenas 10,4%. Já aqueles que se deslocam a bibliotecas de três em três meses, independentemente do motivo, representam 8,1% da população.

Os motivos apresentados para estes números reduzidos na passagem por bibliotecas são os mais variados. Dentro deste, destacam-se o “não preciso” com 11,84%, “não gosto de ler” 4,4%, “não estou perto de nenhuma” 3,0%, entre outros (2,96%).

Contrariamente ao facto anunciado acima da população, na sua maioria, não frequentar ou frequentar muito pouco as bibliotecas. Foi pedido à população que numa escala de 0 a 10, onde 0 era nada importante e 10 muito importante, que indicassem qual a importância de existirem bibliotecas? E o resultado revelou-se bastante positivo, com uma pontuação de 8,81.

Benefícios da Leitura

Para celebrar o Dia Mundial da Biblioteca comece a ler um livro, os benefícios são muitos, segundo a ciência:

  • Alarga o vocabulário

Nenhuma atividade expõe uma pessoa a maior e mais diversificada quantidade de palavras, é a leitura que aporta um vocabulário mais alargado, indica um estudo da Universidade da Califórnia.

  • Desperta a inteligência

A ciência já mostrou que a genética e a educação são fatores que influenciam a inteligência, sendo que ler é uma das principais fontes de conhecimento.

  • Previne Doenças

Inúmeros estudos indicam que a leitura estimula os “músculos” do cérebro e torna-os mais fortes, podendo atuar como fator preventivo em doenças degenerativas como o Alzheimer.

  • Reduz o Stress

Ler é um hábito que pode ser cultivado.

#multidados #research #diamundial #biblioteca #leitura #1junho

0