SABIA QUE … DIA 21 DE SETEMBRO SE ASSINALA O DIA MUNDIAL DA DOENÇA DE ALZHEIMER?

O Dia Mundial da Pessoa com Doença de Alzheimer é celebrado anualmente a 21 de setembro.

A Doença de Alzheimer é no mundo a forma mais comum de demência, constituindo cerca de 50% a 70% de todos os casos. Existem outras formas de demência, como a Demência Vascular, a Demência de Corpos de Lewy, a Demência Frontotemporal e muitas mais. Estima-se que existam cerca de 60 mil pessoas com doença de Alzheimer em Portugal.

Questionados pela multidados.com, os portugueses partilharam connosco o seu conhecimento sobre este tema. A maioria dos inquiridos afirma, e bem, que a doença de Alzheimer se classifica como um doença neurológica, 97,1%. Há ainda 2,9% que classificam a doença de alzheimer como uma doença psicológica.

Conhecem, os portugueses, os sinais que podem ajudar a detetar o aparecimento do alzheimer? A maioria dos inquiridos identificou a perda de memória como o principal sinal para detetar o aparecimento da doença, 71,0%. Foram ainda mencionados como indicadores do aparecimento da doença, a desorientação, 19,6% e a perda de capacidades motoras, 9,4%.

Sem dúvida, o sintoma mais conhecido da demência, e também aquele que é mais facilmente identificado por familiares e amigos numa fase inicial da doença. Mas não é o único.

A pessoa pode ter dificuldade em fazer planos e tomar decisões, trocar o lugar das coisas, não encontrar a palavra certa, não saber o caminho para voltar para casa, ter dificuldades em vestir-se ou cozinhar uma refeição. A demência pode ainda afetar a perceção, por exemplo, um chão brilhante pode parecer molhado ou um tapete escuro pode parecer um buraco.

Numa escala de 0 a 10, onde 0 correspondia a “pouco informado” e 10 correspondia a “bastante informadas”, foi pedido ao inquiridos para classificar a informação disponibilizada em Portugal sobre a doença. A pontuação média foi de 3,6%, uma classificação muito baixa dada a relevância que esta doença tem na população portuguesa.

Questionados sobre o tipo de ações que podem diminuir o risco do aparecimento da doença de Alzheimer, e sendo que todas as opções apresentas aos inquiridos podem realmente reduzir a possibilidade do aparecimento da doença, estes identificaram-se com as seguintes ações: redução de obesidade, 45,6%, controlo de diabetes, 55,3%, controlo de hipertensão, 53,4%, promoção da atividade física, 87,4% e fomento do contacto social, 82,5%.

É importante informar a sociedade e nesse sentido, a Associação Alzheimer Portugal lançou no passado mês de julho uma campanha que visa aumentar a compreensão sobre a demência, convidando todos os portugueses a “comprometerem-se ativamente” na melhoria do dia a dia das pessoas que sofrem desta doença. A campanha “Amigos na Demência” integra-se no movimento global “Dementia Friends”, implementado em 17 países, pretende demonstrar que “é possível viver melhor com demência e que a pessoa é muito mais do que a demência”.

Combater o desconhecimento e o estigma associados à demência é fundamental, assim como aumentar o nível de consciencialização sobre a demência em Portugal.

alzheimer

#multidados #research #sabiasque #diamundial #doenca #alzheimer